Veja os 16 Maiores Benefícios da Erva Doce! – Cura Anemia? Emagrece?

A erva doce – cujo nome científico é Pimpinela anisum – é uma planta amplamente usada na culinária. Seu maior uso está no preparo de chás. Possui sabor leve, porém bastante característico. A erva pertence a família das Apiaceaes e se destaca também pelas propriedades medicinais que apresenta. A erva-doce ajuda no tratamento de males diversos e na prevenção de variadas doenças.

Quais os benefícios da erva doce?

Como já mencionado, a erva doce traz diversos benefícios a nossa saúde. A seguir, você confere os principais deles:


  • Bom para os ossos: a erva doce contém cálcio, fósforo, ferro, manganês, magnésio, zinco e vitamina K. Esses nutrientes ajudam a fortalecer a estrutura óssea. A ingestão regular do chá da planta por pessoas mais velhas auxilia a evitar a osteoporose.
  • Ajuda a Controlar a Pressão: os baixos índices de sódio encontrados na erva doce auxiliam a reduzir a pressão arterial. Ainda o potássio, presente na erva doce, ajuda na dilatação de veias e artérias, fazendo o sangue fluir mais facilmente.
  • Boa para as funções cerebrais: devido à presença do potássio, o consumo da erva doce promove o aumento da condução elétrica pelo organismo. Com isso, facilita as conexões cerebrais, aumentando as nossas capacidades cognitivas, como memória, concentração, raciocínio, etc.
  • Bom para o Coração: as fibras, o ácido fólico, o potássio, a Vitamina B, a Vitamina ¨C e os diversos fitonutrientes presentes na planta auxiliam na boa saúde do coração. Isso porque esses nutrientes ajudam a manter os níveis de colesterol adequados, nos protegendo de diversas doenças cardíacas.

Já a Vitamina B6 e ácido fólico impedem o acúmulo da homocisteína no organismo – um agente que pode danificar os vasos sanguíneos.

Quais os benefícios da erva doce? – Parte 2 

  • Ajuda a prevenir o câncer: a erva doce contém selênio. Esse mineral atua no fígado, promovendo a desintoxicação de agentes cancerígenos. Também atua na redução do crescimento de possíveis tumores.
  • Efeito anti-inflamatório: a erva é fonte de colina, um nutriente  que auxilia na manutenção de boas estruturas celulares. Com isso, diminui casos inflamações crônicas.
  • Ativa o metabolismo: devido à presença da vitamina B 6 , a erva doce ativa o metabolismo, facilitando a quebra de proteínas e carboidratos em aminoácidos e glicose. Assim, diminui os compostos gerando energia mais rapidamente para o corpo usar, evitando o seu armazenamento.
  • Boa para o trato Gastrointestinal: a erva doce é rica em fibras. Isso faz com que o aparelho digestivo funcione melhor. Evita, por exemplo, a prisão de ventre e inflamações estomacais. Ainda tem agentes antibacterianos que combatem a diarreia.
  • Alivia cólicas: o chá de erva doce é um excelente remédio natural para aliviar os sintomas de gases acumulados. Ainda facilita a eliminação desses gases. Pode ser dado, inclusive, a recém-nascidos e bebês, que sofrem constantemente com o acúmulo de gases.

um pé de erva doce

Outros excelentes benefícios da erva doce

  • Ajuda a emagrecer: por ser rica em fibras, a erva doce pode ser um aliado na perda de peso, pois mantém o intestino funcionando bem. Também dá sensação de saciedade, fazendo com que a pessoa sinta menos fome e, por consequência, coma menos.
  • Ajuda a prevenir a anemia: devido à presença do ferro e demais nutrientes, a erva doce é uma planta extremamente nutritiva. Com tantos agentes benéficos, evita a anemia e ajuda a tratá-la, quando ela já existe.
  • Regula o ciclo reprodutivo: a erva doce contém estrogênio. Esse hormônio ajuda a regular o ciclo reprodutivo da mulher, além de melhorar capacidade da fertilidade.
  • Alivia cólicas menstruais: os efeitos antiespasmódicos da erva doce aliviam as dores das terríveis cólicas menstruais. O consumo do chá reduz as contrações uterinas, aliviando as dores.
  • Bom para os olhos: alguns componentes da era doce auxiliam na redução de doenças oculares e na degeneração dos olhos. Também auxilia nas boas condições da visão.
  • Trata a pele: sendo fonte de vitamina C, a erva doce estimula a produção de colágeno – substância que dá sustentação à pele. Ainda tem efeitos antioxidantes, evitando o envelhecimento precoce, deixando a pele mais saudável, jovial e viçosa.
  • Ajuda a dormir: a erva doce estimula a produção da melatonina. Esse é o principal hormônio que regula o sono, fazendo com que a pessoa pegue no sono mais rapidamente e não desperte no meio da noite.

Quais são os malefícios?


Embora a erva ofereça inúmeros benefícios ao organismo, como qualquer outro tipo de planta, pode desencadear efeitos negativos em algumas pessoas ou situações.

A erva doce, por exemplo, pode aumentar a sensibilidade da pele ao sol. Com isso, a pessoa que consome a erva com regularidade pode estar mais propensa a desenvolver queimaduras, quando estiver exposta do sol.

Além disso, existem pessoas que podem ter reações alérgicas intensas à erva doce. Esse problema pode ocasionar sintomas como dificuldade de respirar, dificuldade de engolir, inchaços na face, urticária pelo corpo e vertigens. Em alguns casos, essas reações podem levar à pessoa ao óbito. Portanto, ao primeiro sinal de alergia, é preciso procurar atendimento médico de emergência.

Propriedades medicinais

A erva, como já mencionado, possui diversas propriedades medicinais. Entre as principais delas estão sua ação anti-inflamatória, antiespasmódica, expectorante, diurética, emenagoga, antioxidante, depurativa, entre outras.

A erva é fonte de potássio, ferro, manganês, ácido fólico, fibras, vitamina C e diversos fito-nutrientes.

A seguir, você confere as quantidades de nutrientes contidos em uma colher de sopa de erva doce:

  • Valor Energético: 1,7 calorias
  • Proteínas: 0,9 g
  • Carboidratos: 0,43 g
  • Fibra alimentar: 0,17 g
  • Gorduras: 0 g
  • Sódio: 3 mg

Quais os efeitos colaterais?

A erva é, em geral, bem tolerada. Porém, algumas pessoas podem apresentar reações alérgicas à erva. Caso isso ocorra, é preciso buscar ajuda médica. Entre os sintomas de alergia à erva doce estão:  dificuldade de engolir, dificuldade de respirar,  urticária pelo corpo, inchaços na face e vertigens. Em casos graves, tais sintomas podem levar alguém à morte.

Contraindicações

uma erva doce

A erva possui algumas contraindicações. Pessoas com reação alérgica a ervas, por exemplo, não devem consumir a erva doce.

Além disso, pessoas com problemas ou histórico de câncer no sistema reprodutivo devem evitar o consumo da erva. Isso porque a planta pode limitar a produção do estrogênio. Também devem evitar consumir a erva pessoas com epilepsia, pois plantas em geral podem aumentar as chances de convulsões.

Sempre consulte um médico, caso você tenha dúvidas se faz parte de grupos que devem evitar a erva doce.

Como fazer o chá de erva doce?

O chá é eficiente em diversas situações. Também é muito prático de preparar. Veja, a seguir, como fazer o chá:

Chá de Erva Doce

Ingredientes:

  • 3 colheres de sopa de erva doce
  • 1 litro de água
  • mel ou adoçante a gosto

Modo de Preparo:

  1. Coloque a água para ferver
  2. Assim que a água levantar fervura, adicione a erva doce
  3. Deixe a mistura fervendo por uns 5 minutos, com a panela tampada
  4. Tire a infusão do fogo e deixe o chá tampado por uns 10 minutos, para apurar
  5. Coe
  6. Adoece com mel ou adoçante, se desejar
  7. Tome 3 xícaras de chá da infusão ao dia

Chá de erva doce emagrece?

uma muda de erva doce

O chá de erva doce pode ajudar no processo de emagrecimento. Isso porque ele tem poucas calorias e é rico em fibras. Isso traz sensação de saciedade, fazendo a pessoa sentir menos fome e comer menos.

Também apresenta efeito diurético, que elimina a retenção de líquidos e toxinas. Com isso, ajuda a desinchar partes do corpo que comprometem a silhueta, como barriga, coxas, culote, cintura, pernas, etc.

Para ajudar no emagrecimento, consuma de 2 a 3 xícaras do chá diariamente.

A erva doce serve como remédio caseiro?

Ela pode ser usada como um remédio caseiro em casos de problemas de saúde que não sejam graves. Em casos de doenças ou sintomas intensos, a pessoa deve buscar atendimento médico.

Assim como a maioria das ervas, a erva doce ajuda no tratamento de doenças, mas não substitui o tratamento e atendimento médico.