Como Aliviar a Coceira na Vagina – Os 4 Melhores Remédios Caseiros

Toda mulher deve sempre estar com a sua saúde íntima em dia. E um dos problemas mais comuns é a coceira na vagina. Além de extremamente confortável, a coceira na vagina indica que algo não vai bem com a saúde genital da mulher.

Mas isso não significa que você esteja com algo de grave, Confira aqui as possíveis causa da coceira na vagina e como tratar o problema.

O que pode ser coceira na vagina

Normalmente, quando a mulher sente coceira na vagina significa indica que ela pode estar com algum tipo de alergia e, principalmente, com candidíase. A candidíase, motivo mais comum que causa coceira na vagina, é provocada pelo fungo  Candida albicans.

Esse tipo de fungo é encontrado na flora vaginal, mas quando a mulher tem algum problema, como uma alergia, uma irritação ou uma inflamação na região vaginal, ele se multiplica. Aí a mulher passa a apresentar a candidíase. Trata-se de um problema benigno e de fácil tratamento.


A candidíase, principal problema que causa coceira na vagina, pode ser causada também por uma baixa imunidade do organismo, uso de roupas íntimas de tecido sintético, uso frequente de calças muito apertadas – que abafam a região e favorecem a multiplicação da quantidade normal de fungos na vagina.

Além da coceira na vagina, a candidíase tem outros sintomas, como:

  • Corrimento esbranquiçado que lembra nata de leite ou leite coalhado, sem cheiro
  • Ardor ou dores ao urinar

mulher coçando a vagina

Tratamento caseiro para coceira na vagina

Existem alguns tratamentos caseiros para coceira na vagina. Se você está com esse problema pode experimentá-los. Veja a seguir:

  • Chá de uva-ursina: dizem que esse chá é um excelente remédio para a coceira na vagina. A mulher deve usar o chá para fazer um banho de assento.

Para prepará-lo, ferva 2 xícaras de água e 3 colheres de chá de folhas de uva-ursina (que você encontra em casas especializadas em ervas ou em produtos naturais). Tampe a infusão por cerca de 10 minutos para a erva apurar.

Quando o chá estiver morno, coloque-o em uma bacia higienizada e faça o banho de acento por 20 minutos. Faça o banho de 1 a 2 vezes ao dia.

A mulher ainda pode se beneficiar das propriedades do chá de uva-ursina, tomando-o. Recomenda-se beber o chá de 3 a  4 vezes ao dia.

  • Chá de ervas contra coceira na vagina: esse chá deve ser usado para lavar a região íntima e promete acabar com a coceira na vagina. Para prepará-los ferva em 400 ml de água: 2 colheres de chá de tomilho seco, 1 colher de chá de alecrim seco e 1 colher de chá de sálvia seca.

Após a fervura da infusão, deixe-a tampada por cerca de 20 minutos. Depois, coe o chá e o utilize para lavar a região íntima. Repita essa operação 2 vezes ao dia

  • Probióticos:  suplementos de probióticos também são bons aliados para curar a coceira na vagina. Os probióticos são ricos em lactobacilos – que auxiliam a recompor a flora vaginal, tratando o problema.

Os melhores remédios de farmácia

A coceira na vagina pode ser tratada também com medicamentos. As medicações podem ser de uso por via oral ou em forma de pomadas intravaginais. Mas lembre-se de consultar um médico antes de tomar remédios, pois a automedicação pode colocar a sua saúde de risco.

Entre os melhores remédios de farmácia para coceira na vagina estão:

  • Nistatina
  • Fluconazol
  • Secnidazol
  • Cetoconazol
  • Clotrimazol
  • Gino canesten

Pomada para coceira na vagina

O uso de pomadas intravaginais costuma ser bastante eficaz para tratar o problema. Isso porque a pomada atua diretamente no canal vaginal e no local da irritação, solucionando o problema em poucos dias – embora a maioria deva ser usada por 7 ou 10 dias, mesmo com a remissão dos sintomas nos primeiros dias de aplicação.

Algumas das pomadas para coceira na vagina encontradas no mercado e mais usadas são:

remédio para coceira na vagina

  • Nistatina
  • Itraconazol
  • Miconazol
  • Cetaconazol

A pomada para coceira na vagina deve ser aplicadas de 7 a 10 dias consecutivos (varia de acordo com o tipo da pomada). Recomenda-se que se faça a aplicação antes de dormir, para a pomada não escorrer pelo canal vaginal. Também é importante higienizar bem as mãos para aplicar o produto.

Deve-se encher o aplicador com a pomada e deitar-se, abrindo e flexionando as pernas. Faz-se a introdução do aplicador no canal vaginal da forma mais profunda que conseguir e deposita-se o conteúdo do aplicador.

Depois de usar o aplicador, descarte-o. No caso de pomadas que vêm com apenas um aplicador, ferva-o por 15 minutos sempre antes de usar, para evitar processos de reinfecção.

Como evitar a coceira?

Para evitar a coceira na vagina alguns cuidados devem ser tomados pela mulher. Algumas maneiras de evitar o problema são:

mulher com a mão na vagina

  • Adote bons hábitos de higiene, sempre lavando apenas a parte externa da vagina
  • Não usar duchas higiênicas íntimas sem indicação médica, pois pode prejudicar a flora vaginal
  • Use, mas não abuse dos sabonetes íntimos. Lave a região genital com esses produtos apenas uma vez ao dia, pois eles podem ressecar a região se usados com muita frequência
  • Dar preferência para roupas íntimas de algodão. Evite calcinhas de tecido sintético, que não absorvem o suor da região íntima, facilitando a proliferação de fungos
  • Modere o uso de calças muito apertadas, como calças jeans, Usar constantemente calças mutos justas abafam a região, criando um ambiente propício para a multiplicação de fungos
  • Sempre proteja o vaso sanitário com papel higiênico quando for utilizar banheiros públicos
  • Fazer uso de preservativos durante as relações sexuais, evitando ser contaminada por DST’s (Doenças Sexualmente Transmissíveis)
  • Visite regularmente um ginecologista

Pergunta dos leitores

O que pode ser coceira na vagina e ardência?

Coceira na vagina com ardência costuma ser sinal de irritação na região íntima ou candidíase. Utilize uma das receitas caseiras apresentadas. Caso o problema não seja resolvido, consulte um médico ginecologista.

O que pode ser coceira na vagina e corrimento?

Coceira na vagina com corrimento costuma ser sinal de infecção na região, principalmente, se apresentar mau cheiro. Pode ser sinal também de DST.

Se o corrimento não tiver cheiro, tente algumas das receitas caseiras apresentadas. Não resolvendo o problema, consulte um médico. Já se o corrimento apresentar cor e, principalmente, odor fétido procure o quanto antes um médico ginecologista.